Busca ativa intensifica monitoramento de casos, facilitando diagnóstico precoce e evitando transmissão

Considerada uma das maiores estratégias hoje no combate à pandemia do novo Coronavírus, a busca ativa tem sido recomendada pelas entidades internacionais de saúde, ao contribuírem com o diagnóstico precoce, evitando ainda novas transmissões através da orientação à população. Em Limoeiro de Anadia, a busca ativa recebe agora o reforço dos novos Agentes Covid-19, que já foram capacitados e começam a realizar visitas aos domicílios limoeirenses a partir desta segunda-feira, 24 de agosto.

Durante a capacitação nesta semana, os 14 agentes receberam Equipamentos de Proteção Individual, como as máscaras n-95, óculos, além de alguns documentos e questionários a serem direcionados à população. Os novos agentes também foram instruídos sobre o correto uso dos EPIs de modo a reforçar sua segurança, além das condutas a serem adotadas durante as visitas.

Entrando em campo

Tamires Araújo será uma nova agente a atuar no povoado de Genipapo e já reforça sua expectativa em colaborar com o monitoramento. “É uma experiência nova. Espero contribuir no que eu puder, e espero que a comunidade também colabore, para que a gente tenha um controle e um monitoramento dos casos”, relatou. Para Tamires, a conscientização é a palavra-chave neste período. “Esse momento é complicado, nos dá medo, faz a gente pensar muitas besteiras também, mas é um momento de conscientização para que tudo passe. E esperamos que passe logo”, reforça.

Edvaldo Ferreira também integra equipe de monitoramento.

Edvaldo Ferreira Santos também começa a operar como Agente covid-19, e vai cobrir a região do Pé Leve Novo. “Para mim é um orgulho, porque vamos ajudar a vencer esse mal que está aqui atualmente. É gratificante ajudar a salvar vidas e dar esse suporte aqui no município. Estou feliz por estarmos em campo pra que tudo volte ao normal”, relata. Edvaldo também garante já saber exatamente como será o trabalho. “Vamos monitorar as pessoas. Ver os casos suspeitos, que já estão ocorrendo, identificar e passar para a secretaria de saúde, pra ter melhor encaminhamento”, descreve.

Como serão feitas as visitas

O vice-secretário municipal de Saúde, Renaldo Moreira, explica como será essa atuação dos novos agentes. “Estamos com 14 agentes que vão agora dar um apoio muito grande na Estratégia Saúde da Família. Após esta apresentação, eles serão destinados a algum PSF do município, de modo a reforçar essas áreas. Vale ressaltar que eles já se encontram com os EPIs para visitar a população de modo seguro para todos”, explica. A população poderá receber a visita qualquer dia durante a semana, em horário comercial.

Coordenadora da Vigilância em Saúde, Francislaine Anacleto enaltece importância de agentes para fortalecer busca ativa.

Os novos agentes também darão um salto no reforço à Vigilância Sanitária. De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde, Francislaine Anacleto, o avanço é imediato nas ações. “Contávamos com equipe pequena na Vigilância Sanitária e, agora, com o apoio dos agentes Covid na área, vamos conseguir efetuar essa busca ativa nas casas, fazendo o monitoramento de todas as pessoas suspeitas e confirmadas, e resgatando pessoas suspeitas que muitas vezes não procuram atendimento. Apesar de termos agente de saúde na área, ele não conseguiam resgatar todas as pessoas suspeitas. Agora vamos conseguir com agentes voltados especificamente para o Covid”, afirma. Francislaine Anacleto também reforça a importância da busca ativa hoje. “é um critério básico para que a gente consiga estabilizar os casos de Covid no Município. Com a busca ativa, teremos maior possibilidade de que as pessoas com suspeita e confirmadas cumpram o isolamento correto. Eles terão monitoramento mais fidedigno na área”.

Coordenadora da Atenção Básica, Ana Paula faz apelo para que população contribua com o trabalho dos agentes.

Além do coronavírus, a equipe também vai trazer um reforço para as arboviroses. Afinal, dengue, zika e chikugunya também estão presentes, sobretudo neste período do ano. “Temos 14 agentes voltados para a área endêmica de dengue, zika e chikugunya, e agora estes agentes Covid também darão o suporte nessa ação. Com a visita casa a casa, eles vão conseguir visualizar se aquele lugar realmente precisa de um reforço de agende de endemia. Se alguém está apresentando sintoma na residência”, explica.

Como a população pode contribuir

A coordenadora de Atenção Básica, Ana Paula, dirigiu o pedido à população para que também faça sua parte nesse momento, recepcionando bem os agentes. “A gente pede que acolham os agentes, que é uma forma estratégica de tentar enfrentar o Coronavírus com mais forca. É uma mão que chega para contribuir com a secretaria de saúde nesse combate que tem sido tão intenso desde o mês de março. A gente pede à população que abrace essas pessoas, no sentido de pensar o quanto eles estão contribuindo com a saúde delas, que é um direito que a constituição garante a elas, e que o município tem focado em cumprir à risca. Os agentes vêm para somar contribuir e ajudar as pessoas a se protegerem, então é preciso entendermos o quanto é importante que a gente corresponda a essa busca”, atentou.