A pandemia do Coronavírus trouxe um período difícil em todo o mundo, e não é diferente no município de Limoeiro de Anadia. Equipes da Secretaria Municipal de Saúde reforçaram os atendimentos em diversas frentes, mas estão enfrentando uma dificuldade que pode prejudicar toda a luta contra a contaminação: as aglomerações por motivo festivo ou recreativo. Nesta segunda-feira, 06, a Vigilância Sanitária Municipal emitiu um ofício solicitando apoio diante da falta de conscientização de parcela da população, que continua realizando festas ou encontros.

O ofício assinado pela coordenadora da Vigilância em Saúde, Francislaine Anacleto, relata a dificuldade de realizar o trabalho devido ao grande número de denúncias em descumprimento ao Decreto do Governo Estadual, acrescentando que a equipe vem sofrendo agressões verbais e até mesmo ameaças na realização de seu trabalho.

Diariamente, as equipes estão nas ruas, em feiras, fila de banco, nos locais onde há permissão para funcionamento, além de orientar as pessoas também que estão na porta. “Alguns viajantes não estão colaborando. Estamos recebendo muitas denúncias. Outras situações são bares e feirantes de Arapiraca e Taquarana que insistem em comercializar na feira. A equipe foi ameaçada no domingo na feira do Pé Leve”, relatou.

No documento, também foi ressaltada a importância de obediência ao decreto, uma vez que isolamento social tem sido a única resposta efetiva para evitar a transmissão do vírus neste momento. Enquanto grande parte da população tem cumprido devidamente com as medidas, uma pequena parcela não só se expõe ao risco, ao se colocar nessas situações, como também estende o perigo de contaminação aos que estão em sua casa.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Rodolfo Barbosa, é preciso que as pessoas orientem seus familiares e evitar esse tipo de situação, para o bem da coletividade. “Todos os dias chovem denúncias de jogos de futebol, festas de aniversário, reuniões e encontros onde há aglomerações. Nossas equipes de vigilância sanitária estão nas ruas o tempo inteiro, mas não têm condições de estar em todos os lugares. O sentimento das equipes é de estar “enxugando gelo”, ao lutar para coibir a transmissão do vírus enquanto algumas pessoas colocam a si e a todas as demais em risco desnecessário em um momento tão sério”, reforçou.

O secretário também mencionou a gravidade da situação. “Para vocês terem noção, essa doença já matou mais de 60 mil pessoas em todo o mundo. No Brasil, foram quase 500 mortes. E em Alagoas, mal a pandemia chegou, e já temos 2 óbitos. É muito grave, é contraída facilmente, através de contato físico, e nosso sistema de saúde não é suficiente para cuidar do número de enfermos.”

Segundo o secretário, todas as medidas têm sido adotadas no intuito de proteger os limoeirenses. “Nós estamos adotando todas as medidas possíveis para proteger a população. O prefeito Marcelo Rodrigues instituiu um benefício emergencial para facilitar o necessário isolamento social e tem adotado todas as providências para que aconteça da melhor forma possível. Além disso, higienizou a cidade e organizou junto ao SIFORME a produção máscaras de rosto. Enfim, está buscando diversas formas de divulgar tudo o que sabemos sobre como evitar a propagação do vírus. Aqui na Saúde, os profissionais de saúde preparados para orientar e atender a população. Mas insistimos que a luta contra o Coronavírus não é uma responsabilidade só nossa. É um momento delicado na história do mundo. E cada atitude individual faz uma diferença enorme. Vamos todos fazer nossa parte, deixando os encontros de lado por enquanto”, ressaltou.